Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




SERÁ O STRESS

por mimi, em 31.01.08

Tantas são as vezes que me enterrogo:

 A minha vida faz sentido? Será que estou no caminho certo? Serei boa mãe? Serei boa esposa?

 

Tantas perguntas, algumas ficam sem resposta, talvez mais tarde, quem sabe, essas respostas serão obvias, hoje não sei, só sei que sigo o meu instinto,

nesta vida, muitas vezes ingrata e injusta.

 

Mas também acho sempre que apesar da minha vida nem sempre ser fácil, comparada com a vida de tantos é muito boa.

 

Ora vejamos:

 Tenho emprego, (apesar de não ser bem o meu emprego de sonho), nos tempos que correm já é mt bom,  tenho um marido que amo e que me apoia sempre, tenho dois filhos maravilhosos, temos saúde, alguma estabilidade financeira, (sem muitos luxos), temos uma casa nossa (embora não sendo a casa dos meus sonhos e todos os meses o banco ir buscar a prestação, posso considerá-la nossa e comparada com as barracas onde muita gente vive, é muito boa).

 

Então, porque é que me assaltam tantas dúvidas, porque é que acordo muitos dias cabisbaixa e sem ânimo para mais um dia de correria de manhã à noite?

Será o stress, o tão falado stress?

 

Porque sempre que os médicos não têm explicação para um quadro clínico de alguém que se queixa com:

Insatisfação com tudo; Indecisões; Insônias; Sono agitado; Pesadelos; Irritabilidade; Falta de concentração; Falta de tempo para relaxar e se divertir; Diminuição de entusiasmo e prazer pelas coisas; Sensação de monotonia, etc.

 

O quadro clínico é chamado de STRESS.

Mas então o que fazer neste caso?

 

Para muitos a cura é óbvia, mas difícil de se fazer: MUDAR HÁBITOS:

 

Deitar mais cedo, dormir mais, alimentação mais saudável, socializar mais, dançar, fazer desporto, ir ao cinema, viajar, tirar férias, etc.

 

Para muitos, para a maior parte, onde também me incluo este é um tratamento impossível, ou praticamente impossível. Porquê?

 

Porque, se deixar de fazer as coisas para me deitar mais cedo, então é que o stress aumenta, porque não há mais ninguém que as faça e elas vão acumulando.

Porque, para dormir mais teria que me deitar mais cedo, porque a hora de levantar no dia seguinte é sempre a mesma de forma a cumprir o horário do emprego.

Alimentação saudável, isso até que tento, mas nunca sabemos até que ponto os alimentos que compramos são de qualidade.

socializar mais, dançar e ir ao cinema, como é possível com dois filhos pequenos, e não tendo possibilidades de contratar uma babysister.

Fazer desporto, vou fazendo, no mínimo 2 horas semanais de hidroginástica.

Viajar e tirar férias, uma vez por ano e já não é mau, embora insuficiente para aliviar o stress.

Conclusão: Para mim e para a maior parte das pessoas, o único tratamento ainda é o químico, porque o natural, só se ganhássemos todos o Euromilhões.

 

Por isto tudo, temos é que olhar em frente, procurarmos as coisas boas e positivas da nossa vida e consciencializar que na vida nem tudo é um mar de rosas, mas que apesar de tudo procuramos ser felizes.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D