Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Amigos de infância

por mimi, em 04.12.08

 

 

 

 

Era uma vez...
 
Era uma vez uma menina, que vivia numa cidade grande, numa rua estreita, na zona histórica da cidade, onde não era permitido a circulação de carros, e onde viviam muitas outras meninas. Mas as suas melhores amigas eram 2 meninas de nacionalidade brasileira que eram gémeas e que tinham uns nomes engraçados e pouco vulgares para a época, uma chamava-se Jane e a outra Cátia e havia ainda outra menina que se chamava Paula Baptista. Andavam sempre juntas, eram um grupo de 5 raparigas, porque a menina também tinha uma irmã que fazia parte do grupo. Iam para a escola juntas, depois a seguir ou iam para a piscina, onde praticavam natação, ou para a música onde andavam a aprender a tocar piano, ou ainda iam para casa de duas irmãs, solteiras, já muito idosas que se ofereceram para as ensinar a bordar, escusado será dizer que nenhuma aprendeu a tocar piano nem a bordar, porque faziam tal algazarra e diziam tantos disparates que riam do princípio ao fim.
 
A vida delas corria na perfeição, da escola, para as actividades e ainda sobrava tempo para fazerem várias brincadeiras em casa umas das outras. Eram pouco vigiadas pelos pais, porque estavam todos muito ocupados, ali mesmo ao lado, cada qual tinha o seu negócio, os pais das irmãs gémeas tinham um tipo de tasca, onde também serviam refeições, os pais da Paula tinham uma mercearia, e os pais da menina e da irmã tinham um restaurante. E eram assim, os negócios ficavam no r/c e no 1º andar eram as suas habitações.
 
Até que por volta dos 11 anos da menina, a vida deste grupo de amigas se desmorona, porque os pais dela decidem vender o restaurante e voltar para a sua terra natal, onde tinham uma casinha, e durante esse ano ainda, os pais das gémeas, fecham a tasca e compram uma banca de fruta no mercado da cidade e só os pais da Paula que tinham a mercearia, por lá se mantiveram, embora ela passado uns tempos tenha ido viver com a irmã mais velha, por esta residir mais próximo da escola.
 
A menina foi a que se mudou para mais longe, cerca de 35km a separava das suas amigas. Nesse tempo, não era como hoje, em que esta distância se faz facilmente, embora os seus pais já tivessem automóvel, só o utilizavam em situações excepcionais, o que fez que a menina e a sua irmã, só passado 1 ano, conseguisse ir visitar as suas amigas, e então veio a decepção e a tristeza, porque uma amizade que tinha tudo para ficar para a vida inteira se desmoronou ali mesmo á porta de casa das suas amigas gémeas, que as receberam friamente, como se tratasse de alguém que mal conhecessem. Ela e a irmã, não passaram do rebate da porta, porque as suas antigas amigas, agora tinham arranjado novos amigos e estavam cheias de pressa de ir ter com eles, que não quiseram despender de alguns minutos para matar saudades, e depois disso só se voltaram a ver por mais uma vez, por mera coincidência, mas esta menina já se tinha apercebido, que aqueles tempos de infância maravilhosos que passou, jamais voltariam.
 
Essa menina era eu.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


FRASES SÁBIAS

por mimi, em 28.10.08

 

 

“Uma pessoa bem formada, fica sempre feliz pelos sucessos dos amigos”
 
 
Estão vocês a questionar-se: esta frase vem a propósito de quê?
 
Pois, então é assim: Ouvi-a no Domingo, mal liguei a TV á noite e fez-me parar e prestar atenção.
Confesso, fiquei um pouco admirada, porque tratava-se de uma telenovela. 
 
Apesar de já ter gostado e de ter seguido algumas telenovelas, ultimamente, isso já não acontece. Mas deve-se mais ao facto de a TV cabo oferecer mais opção de escolha e o tempo disponível seja cada vez menos.
 
Voltando á frase com que iniciei este post, esta é uma frase tão simples, mas tão profunda ao mesmo tempo tão verdadeira. É algo que eu também diria aos meus filhos e isto demonstra que nem tudo são maus exemplos e maus ensinamentos o que uma telenovela transmite ao telespectador. Só por esta frase, os meus parabéns a quem escreveu o guião da mesma.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


O REENCONTRO

por mimi, em 17.10.08

 

 
Ontem ao final da tarde, quando saí do emprego, encontrei uma amiga que já não via á muitos anos e que quando nos deixámos de ver estávamos de costas voltadas.
 
Este reencontro fez-me recordar o que se tinha passado já lá vão mais de 20 anos.
 
A partir do 10º ano da escola, a minha turma manteve-se quase sempre a mesma até ao 12º, salvo raras excepções que foram ficando pelo caminho. E isto fez com que formássemos um grupo de amigos muito unidos e que fazíamos tudo juntos.
Esta amiga que ontem reencontrei fazia parte deste grupo. De dentro do grupo formaram-se 3 casais, os quais acabaram por casar, onde eu me incluo e onde 2 casais ainda hoje estão juntos e 1 já se separou á muito. Do restante grupo, havia 2 colegas que tinham namorado fora do grupo e que não estudavam, já trabalhavam e eram alguns anos mais velhos. Este era o caso desta amiga, namorava com um rapaz desde os 14 anos.
 
O que aconteceu é que começámos a ter conhecimento que o namorado dela, além de namorar com ela, namorava com mais umas poucas ao mesmo tempo e lá se ia dividindo, inventando desculpas a toda a hora para poder estar com as outras.
 
Reunimos e chegámos á conclusão que como amigos dela, lhe deveríamos abrir os olhos e contar-lhe o que se passava, então depois ela que decidisse o que fazer. E ficou também assente que os porta voz seria eu e outra amiga do grupo.
 
Assim fizemos, na primeira oportunidade que a apanhámos sozinha, contámo-lhe tudo e o inesperado (ou talvez não), aconteceu, ela revoltou-se contra nós, deixou de nos falar, afastou-se do grupo e continuou com ele e ainda hoje estão casados, têm 2 filhos e palavras dela, são felizes.
A partir dessa altura, jurei a mim mesma, que jamais voltaria a fazer o mesmo, porque estando apaixonada como estava, só teria olhos e só acreditaria nele e acusarnos-ia (como aconteceu), de sermos umas invejosas e de os querermos separar.
 
Mas este reencontro fez-me voltar a pensar nesta questão.
E ainda não cheguei a nenhuma conclusão.
 
Vocês o que fariam numa situação semelhante, se tivesses conhecimento que o marido ou namorado de um amigo o andava a trair, contarlhe-iam ou simplesmente fariam de conta de que nada sabiam?
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Amizade na Blogosfera

por mimi, em 26.09.08

Estava eu hoje a tomar o pequeno almoço, sozinha, e não sei bem porquê, comecei a pensar nas amizades na Blogosfera.

 

Isto tudo, porque ultimamente tenho deparado com alguns blogs que simplesmente acabam ou são privatizados. Não é que eu estivesse minimamente ligada aos autores desses blogs embora alguns deles gostasse bastante da maneira como escreviam e os temas abordados, embora nunca tivesse existido uma relação de amizade com nenhum deles. Mas sei que com uma ou outra pessoa existia uma amizade bastante grande e que de repente se perdeu, porque a pessoa acaba com o blog e com todos os outros contacto existentes.

 

Isto é um bocado tramado, porque são amizades sem compromisso em que uma parte pode dar tudo e a outra de repente, se lhe apetecer, simplesmente desaparecer sem ter que dar qualquer explicação.

 

Qualquer pessoa está livre de iniciar um blog ou acabá-lo quando bem entender, mas e as amizades que se fizeram? Não importam? Não tiveram significado?

Então acho que realmente serão apenas amizades por conveniência!!!

 

E será que pelo meio não existem pessoas que vão ficar magoadas, desamparadas, porque as únicas amizades que teriam seriam estas da blogosfera, que de um momento para o outro se esfumam, desaparecem, é quase como se nunca tivessem existido.

 

Eu  adoro este meu espacinho, como também adoro muitos por onde passo diariamente, e sei que alguns deles se eu precisar de alguma coisa ali estarão para me apoiar, como eu estou para eles, mas quanto a criar-se amizades profundas, acho que simplesmente por aqui, não. É necessário muito mais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A AMIZADE

por mimi, em 06.06.08

 

Imagem retirada da internet

 

 

Pois já sei qual foi o poema vencedor, foi o da AMIZADE.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D