Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Clausura como solução!!!

por mimi, em 18.02.09

 

Tinha já conhecimento de dois casos e ontem uma amiga contou-me que o irmão também tinha entrado para o seminário.
 
Eu pensava que quando alguém entra no seminário, é porque tem alguma vocação e o intuito de se formar padre. Claro que no decorrer dessa formação poderão chegar á conclusão que afinal não é nada daquilo que querem para as suas vidas.
 
Mas acabo por constatar, que muitas vezes os miúdos são enclausurados num seminário, não por vocação, mas à força, para evitar que entrem por maus caminhos.
 
Os três casos que conheço, são muito idênticos, miúdos na casa dos 15 anos, que não querem estudar, que andam com más companhias, enfim miúdos com os quais os pais não conseguem lidar.
Então a única solução que estes pais encontraram foi colocá-los no Seminário que é o mesmo que colégio interno, só que muito mais rigoroso e com muitas mais regras.
 
Mas pergunto eu: Será que assim os problemas dos filhos ficam resolvidos de uma vez, ou será que não é uma forma de lhes fugir ou até de os adiar?
 
Destas 3 situações, só um dos miúdos já saiu. E o que os pais e irmãos estão a constatar, é que afinal o tempo que ele esteve enclausurado, não resolveu nada, pelo contrário, só adiou o problema. Agora com 19 anos, e depois de ter passado 3 anos no Seminário, está a tentar recuperar o tempo perdido e a fazer as asneiras todas, algumas das quais normalíssimas na adolescência, mas já não muito aceitáveis para um rapaz de 19 anos.
 
Mediante isto, o que acham? Será que enclausurar um jovem num seminário ou num colégio interno é solução?
 

Este é um dos assuntos em que ainda não tenho uma opinião formada e sem dúvidas, porque existem casos e casos. Mas penso que antes de chegar a esta opção, existiriam outras alternativas e sem serem tão radicais

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De mafalda a 19.02.2009 às 14:44

sabes, amiga, depende muito dos casos e das pessoas em questão, não é? mas eu não estou de acordo! tal como escreveste no post, é apenas uma maneira de fugir e/ou adiar os problemas e acrescento que, para muitos desses rapazes, talvez estar à força num seminário é motivo para que a revolta seja maior... logo, os problemas são maiores!
beijinhos.

ps. tens um desafio e um miminho no eu blog.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D