Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Amigos de infância

por mimi, em 04.12.08

 

 

 

 

Era uma vez...
 
Era uma vez uma menina, que vivia numa cidade grande, numa rua estreita, na zona histórica da cidade, onde não era permitido a circulação de carros, e onde viviam muitas outras meninas. Mas as suas melhores amigas eram 2 meninas de nacionalidade brasileira que eram gémeas e que tinham uns nomes engraçados e pouco vulgares para a época, uma chamava-se Jane e a outra Cátia e havia ainda outra menina que se chamava Paula Baptista. Andavam sempre juntas, eram um grupo de 5 raparigas, porque a menina também tinha uma irmã que fazia parte do grupo. Iam para a escola juntas, depois a seguir ou iam para a piscina, onde praticavam natação, ou para a música onde andavam a aprender a tocar piano, ou ainda iam para casa de duas irmãs, solteiras, já muito idosas que se ofereceram para as ensinar a bordar, escusado será dizer que nenhuma aprendeu a tocar piano nem a bordar, porque faziam tal algazarra e diziam tantos disparates que riam do princípio ao fim.
 
A vida delas corria na perfeição, da escola, para as actividades e ainda sobrava tempo para fazerem várias brincadeiras em casa umas das outras. Eram pouco vigiadas pelos pais, porque estavam todos muito ocupados, ali mesmo ao lado, cada qual tinha o seu negócio, os pais das irmãs gémeas tinham um tipo de tasca, onde também serviam refeições, os pais da Paula tinham uma mercearia, e os pais da menina e da irmã tinham um restaurante. E eram assim, os negócios ficavam no r/c e no 1º andar eram as suas habitações.
 
Até que por volta dos 11 anos da menina, a vida deste grupo de amigas se desmorona, porque os pais dela decidem vender o restaurante e voltar para a sua terra natal, onde tinham uma casinha, e durante esse ano ainda, os pais das gémeas, fecham a tasca e compram uma banca de fruta no mercado da cidade e só os pais da Paula que tinham a mercearia, por lá se mantiveram, embora ela passado uns tempos tenha ido viver com a irmã mais velha, por esta residir mais próximo da escola.
 
A menina foi a que se mudou para mais longe, cerca de 35km a separava das suas amigas. Nesse tempo, não era como hoje, em que esta distância se faz facilmente, embora os seus pais já tivessem automóvel, só o utilizavam em situações excepcionais, o que fez que a menina e a sua irmã, só passado 1 ano, conseguisse ir visitar as suas amigas, e então veio a decepção e a tristeza, porque uma amizade que tinha tudo para ficar para a vida inteira se desmoronou ali mesmo á porta de casa das suas amigas gémeas, que as receberam friamente, como se tratasse de alguém que mal conhecessem. Ela e a irmã, não passaram do rebate da porta, porque as suas antigas amigas, agora tinham arranjado novos amigos e estavam cheias de pressa de ir ter com eles, que não quiseram despender de alguns minutos para matar saudades, e depois disso só se voltaram a ver por mais uma vez, por mera coincidência, mas esta menina já se tinha apercebido, que aqueles tempos de infância maravilhosos que passou, jamais voltariam.
 
Essa menina era eu.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D