Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





16 anos!

por mimi, em 30.08.08

 

Hoje faço 16 aninhos de casada, pois é.

 

Por um lado, passou rápido, mas por outro, já passámos por tanta coisa juntos, umas boas e outras nem por isso, mas o saldo é sem dúvida positivo.

 

Espero que quando estivermos assim velhinhos como na imagem ainda estejamos juntos e felizes.

 

EU TE AMO MUITO

 

Uma música que gostamos muito de ouvir os dois juntos.

 

Se eu nao te amasse tanto assim - Ivete sangalo

Autoria e outros dados (tags, etc)


O meu nome em Japonês é:

por mimi, em 29.08.08
Your Japanese Name Is...
Iva Heike
What's your Japanese Name?
Quem adivinha como me chamo em Português?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Parabéns Amor!

por mimi, em 29.08.08

 

Hoje, o meu amor faz 41 aninhos.

Parabéns meu amor.

 

Aqui fica um vídeo do teu cantor preferido.

 

 Bruce Springsteen - Glory Days

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Talento Natural

por mimi, em 27.08.08

Quando nascemos já temos inclinação, ou para as matemáticas, ou para línguas, ou para as ciências, etc.

O meu R. por exemplo nunca gostou de futebol, o que é o mais normal nos miúdos da idade dele, e á conta disso sempre teve dificuldade de ter o seu grupo de amigos na escola  e sempre se deu mais com meninas.

Os passatempos preferidos dele são dançar, ouvir música e cantar Karaoke, inventar coreografias para determinadas músicas, etc.

Desde os 4 ou 5 anos que frequenta aulas de dança, 1º foi a dança jazz que ao fim de um ano desistiu e agora anda no hip-hop, que adora.

Quando lhe perguntamos o que gostaria de ser quando fosse grande, a resposta não é fácil nem está na ponta da língua como a maior parte dos miúdos, umas vezes diz que gostava de ser actor, outras que gostava de ser bailarino, outras que gostava de ser cantor, etc.

 

Isto faz com que a escola por vezes não o realize, porque actividades extracurriculares, são muito poucas e a maior parte delas tem a ver com desporto, o qual ele não se inclina muito a não ser a natação.

 

Onde eu via o meu filho completamente integrado e onde apostasse na sua formação consoante as suas aptidões e gostos seria numa escola tipo "FAMA", filme que já passou à muitos anos e também na "High School Musical", filmes juvenis que ele adora e ouve os cd´s todos vezes sem conta.

 

Mas infelizmente no nosso País não existe nada deste género, o que é pena.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Gulosa...

por mimi, em 26.08.08

 

Eu sou muito gulosa.

Mas não é de doces, nem de bolos. É de fruta.

Sou capaz de fazer refeições só com fruta. Gosto de quase toda a fruta, mas a minha preferida são os frutos de verão. Adoro melancia, melão, meloa, pêssegos, ameixas, abrunhos, etc.

 

Mas sem dúvida um dos meus preferidos são aqueles da imagem  figos, em especial os figos pingo de mel. Não lhes consigo resistir.

Como a minha mãe sabe que eu adoro, e como lhe deram muitos, ontem foi lá a casa levar-me um prato cheio deles antes do jantar.

Com a intenção de só comer um e deixar os restantes para depois, não resisti, foram todos de uma só vez, eu lavo-os muito bem e como a casca e tudo.

Claro, já não jantei e fiquei com uma dor de barriga que nem vos conto.

Mas só de estar a escrever sobre eles já estou com água na boca. Eram deliciosos e estavam madurinhos como eu gosto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Equilíbrio Emocional

por mimi, em 25.08.08

 

Para conseguir um bom equilíbrio emocional, tenho a necessidade de quebrar a rotina ao fim de semana.

Para quem é mãe de duas crianças, esposa, dona de casa, com emprego a tempo inteiro e com uma rotina que raramente é quebrada, este equilíbrio é essencial.

 

Pois, este fim de semana não consegui encontrar o meu equilíbrio emocional.

Estou stressada, rabugenta, triste, etc.

 

Praticamente não saí de casa, o que para mim é o suficiente para ficar doente.

Os planos até que eram bons, só que saíram todos furados.

 

Ainda estou mais chateada, porque sem razão acabei por discutir com o maridão.

 

Acho que hoje vou buscar o G. ao infantário e vou dar um passeio com ele, para ver se consigo melhorar o meu astral, senão ninguém me consegue aturar.

 

Hoje nem para vos deixar comentários estou boa.

Desculpem.

Pode ser que amanhã esteja com outro ânimo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


VELHICE = SOLIDÃO

por mimi, em 21.08.08

 

Nunca tinha pensado muito sobre o assunto, mas depois de me vir ter aos ouvidos algumas histórias sobre velhos, que vivem completamente isolados de tudo e de todos e abandonados pela família, comecei a pensar que deve ser a coisa mais triste, mais devastadora que nos pode acontecer, a solidão.

 

Este não é o caso da minha avó materna, porque os filhos e os netos não a abandonaram, embora ela esteja com 84 anos, nunca pare, desde fazer caminhadas sozinha a ir até ao pinhal apanhar pinhas, etc., vive uma zona muito isolada, em que só existem mais 2 casas ali ao pé. Uma delas é de uma senhora muito interesseira que mal para ali foi viver enfiou-se em casa da minha avó e enquanto não conseguiu começar a levar umas peças antigas valiosas não descansou, umas foram levadas oferecidas e outras simplesmente desapareceram e voltaram a aparecer em casa da dita senhora, e a outra é uma rapariga divorciada com 2 filhos, mas que nunca está em casa, porque trabalha por turnos e então ou está a trabalhar ou está a dormir e os filhos ali andam ao deus dará o dia todo.

 

Mas a minha avó não quer sair da casa dela, só que o pior mesmo era a solidão e ela andava sempre muito triste, deprimida e em baixo desde que ficou viúva, porque embora andassem sempre a resmungar faziam companhia um ao outro.

 

Então para resolver este problema, os filhos acharam por bem, arranjarem-lhe alguém que a ajudasse nas tarefas de casa e lhe fizesse companhia.

Tivemos imensa sorte, conseguimos uma senhora de uma aldeia próxima, que também é viúva e não tem filhos, mas é muito mais nova que a minha avó, tem à volta de 60 anos e já está reformada. Até lá dorme em casa com a minha avó e tudo. Acho que foi a melhor coisa que se podia ter feito, porque agora nem parece a mesma, anda sempre bem disposta, brincalhona, até a nível de saúde melhorou imenso.

 

Porque existem muitas pessoas que para fugirem à solidão fazem coisas levadas da breca, por exemplo, de cada vez que vou ao centro de saúde encontro lá sempre as mesmas pessoas, as auxiliares dizem que algumas delas ali vão todos os dias, e chegam a passar lá manhãs inteiras, para simplesmente tirar uma dúvida, hoje, amanhã porque precisam de uma receita, etc.

 

Tenho muito medo da velhice. Não de ficar com rugas, mas sim de ficar sozinha e abandonada.

 

PS: Embora já algum tempo quisesse escrever sobre este tema, aproveitei o desafio da Cometa do blog Duas Ideias, para o desenvolver.

 

PS2: Imagem retirada do blog Duas Ideias.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Baptizar - Sim ou Não?

por mimi, em 21.08.08

 

Devido à tradição quando o meu R. tinha 9 meses decidimos baptizá-lo, apesar de eu e o pai sermos católicos não somos praticantes. Só participamos em cerimónias religiosas para assistir a casamentos, baptizados ou comunhões.

O R. anda na catequese, mas até querer, quando ele quiser desistir não vou insistir para que continue.

 

Agora o G. está com 21 meses e a questão do baptizado ainda não se tinha levantado lá em casa, embora por parte de alguns familiares começávamos a ser um pouco pressionados para marcarmos uma data.

 

Então resolvemos, como o R, tinha sido baptizado iríamos também baptizar o G. e eu pensei que seria giro baptizá-lo no dia que faz 2 anos, que será a 25 de Outubro próximo.

 

Então demos início às diligências necessárias. Em 1º fomos à paróquia da cidade e o 1º obstáculo surge, o dia 25 calha ao sábado e aqui só baptizam ao domingo e só no último domingo de cada mês, não fazendo qualquer excepção nunca. (Achei que era uma regra um pouco rígida, mas quem sou eu para opinar nestas coisas?), a funcionária da paróquia aconselhou-nos a recorrer às freguesias próximas e falar com o padre responsável por elas, para ver se conseguíamos.

 

Resolvemos então derigirmo-nos à freguesia mais próxima, que por sinal, foi onde eu fui baptizada e faria todo o sentido o meu filho ser baptizado aí também.

O padre só atende às 4ª feiras de tarde e ontem fomos lá, explicámos que pretendíamos baptizar o G. no próximo dia 25 de Outubro, que calhava ao sábado e queríamos que fosse por volta das 17h.

O Padre foi peremptório, só faz baptizados ao domingo durante a eucaristia.

 

Penso eu com os meus botões, será que este tipo de cerimónias não deveria ser mais privada? Porque temos que partilhar com pessoas que não conhecemos de lado nenhum um momento destes? Será que não é por a Igreja colocar estes entraves todos que as pessoas cada vez se afastam mais dela?

 

O padre diz-nos que se quisermos o baptiza no domingo a seguir no dia 26, durante a eucaristia, e eu respondi-lhe que não, que iria a outro sítio, que o queria realmente baptizar naquele dia, e como ali isso não era possível, concerteza que conseguiria noutro lugar.

 

Mas neste momento, já nem sei se o baptizo. Pelo menos para já. Porque gostava mesmo que fosse naquele dia, e depois não quero partilhar a cerimónia com desconhecidos, quero que seja algo mais íntimo, só para a família e para os convidados, e deste ponto não abdico.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mundo Actual

por mimi, em 19.08.08

 

 
''No mundo actual está-se a investir cinco vezes mais em remédios para virilidade masculina e silicone para mulheres do que na cura do Mal de Alzheimer.

Daqui a alguns anos teremos velhas de mamas grandes e velhos de pila dura, mas que não se lembram para que servem''...

Recebi este alerta no meu mail.

Realmente este é só um exemplo, de como o mundo está de pernas para o ar.

E como este exemplo existem milhares idênticos, em que as prioridades da humanidade estão longe de serem as mais importantes, que deveria ser a sua preservação, tanto a nível ambiental, de saúde e segurança.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


´"Fácil de Entender"

por mimi, em 19.08.08

 

 

 

The Gift - Facil de Entender

 

Hoje, no carro, a caminho do emprego, ouvi esta música e agora não me sai dos lábios.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2008
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2007
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2006
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D